Jovem protetora quer acabar com os maus tratos / Foto: Divulgação / OA

O uso de cavalos na tração de carroças é um problema não só para o trânsito das cidades, como também de saúde dos animais e ainda questões sociais. Os relatos de abandono por parte de carroceiros que usam as forças do animal até o limite da exaustão não são raros. Em novembro, por exemplo, O Alvoradense noticiou o flagrante de um animal desmaiado devido à sede e ao cansaço mas que permanecia ainda preso à carroça.

Para combater essa situação, a protetora de animais Shauane Oliveira, moradora de Alvorada, quer ir além da lei que prevê sanções contra os maus-tratos. Ela quer proibir a circulação de carroças no município e em Gravataí.

Para alcançar seu objetivo, ela organizou um abaixo-assinado na Internet, já alcançando mais de 2.400 assinaturas. Contudo, o objetivo é chegar a 10 mil adesões, com o apoio do ONGs, outros protetores e da população.

Assim que alcançar as assinaturas, será elaborado um documento a ser encaminhado ao gabinete dos prefeitos e aos setores responsáveis pelo meio ambiente.

“Sei que este é um problema que não afeta apenas a mim, e sim às milhares de pessoas, não só por ver o sofrimento, mas por ver que a escravidão continua, não com humanos e sim com os animais”, declara Shauane.

Para acessar a petição, clique aqui.

Fonte: O Alvoradense