Diálogo ocorreu pelo aplicado de celular WhastApp | Foto: Reprodução / OA
Diálogo ocorreu pelo aplicado de celular WhastApp | Foto: Reprodução / OA

Em conversa no WhatsApp, o secretário de Administração, Ramiro Passos, afirmou que concederia o pagamento da licença prêmio em dinheiro a uma servidora caso ela conseguisse a aprovação da proposta do governo de reajuste do funcionalismo pelo Sindicato dos Servidores Públicos Municipais (Sima).

O Alvoradense teve acesso ao diálogo, iniciado no dia 5 de março. Nele, a servidora Adriana Menezes, que é primeira secretária do sindicato, explica a Ramiro que necessita do pagamento do benefício com urgência. “Preciso de novas medicações para minha mãe e retornei de férias sem dinheiro”, escreve. O secretário e a servidora, então, debatem sobre um possível impedimento para o pagamento.

No dia 11 de maio, a Procuradoria Geral do Município emitiu parecer favorável ao pagamento do benefício. Foi então que em um novo diálogo entre os dois, ocorrido na quarta-feira da semana passada, Adriana voltou a questionar o secretário. Ramiro respondeu: “Faz a proposta do governo ser aprovada que libero.” Adriana retrucou com um riso, e ele completou: “Quando melhorar as condições financeiras vamos liberar”.

A conversa foi registrada no mesmo dia em que o Sima organizava uma caminhada contra o governo. Também na mesma data, a prefeitura retirou a portaria que vetava o pagamento em dinheiro das licenças, vigente desde março. Para o sindicato, a movimentação do governo ocorreu na tentativa de desmobilizar a categoria.

Adriana ainda questionou Ramiro se o pagamento da licença, solicitada em fevereiro, poderia falir a prefeitura: “…então manda a proposta”, escreveu ela. “Vocês já têm a proposta!”, finalizou o secretário.

Leia mais: 
Sindicato condena ‘tentativa de assédio’ a dirigente
Secretário admite erro, mas garante que conversa era ‘descontraída’

Fonte: O Alvoradense