Custo para bancar equipe mensalmente foi decisivo para declinar do convite | Foto: Bruna Cabrera / O Alvoradense

O Ser Alvorada não participará da Supercopa Futsal de Verão. A informação foi divulgada em nota assinada pelo presidente do time de futsal, Nélio Oliveira.

O motivo é o custo para antecipar a reapresentação dos jogadores a tempo de participar da competição.

Com a vitória na Série Bronze no ano passado, todos os esforços agora são direcionados para preparar um time competitivo para a Série Prata.

Os custos, contudo, são considerados altos e o time tem encontrado dificuldades na captação de recursos devido à crise financeira no país.

A Supercopa Futsal de Verão é organizada pela Federação Gaúcha de Futebol de Salão e está programada para ocorrer entre os dias 16 e 20 de fevereiro em Capão da Canoa.

“Entendemos que as dificuldades financeiras que passamos no futsal atualmente é encarada com responsabilidade por nós diretores da Ser Alvorada”, explica Nélio, sobre o declínio no convite para participar da disputa.

Apesar da boa premiação – o primeiro lugar leva um carro 0 km -, o time teria que enfrentar oponentes de peso, como a ACBF, atual campeã da Liga Nacional.

Tudo isso a um custo alto, já que o time teria que se reapresentar 70 dias antes do necessário para participar da Série Prata.

“A decisão é baseada no valor elevado para suprir a necessidade mensal de uma agremiação em atividade, levando em consideração que após a Supercopa o clube terá um longo período sem competição”, diz a nota assinada pelo presidente.

A reapresentação do time, portanto, ficou confirmada para o dia 15 de março.

Fonte: O Alvoradense