Nem o tempo cinza e a previsão de chuva espantou a militância dos partidos que compõem a Câmara de Vereadores do Largo Leonel Brizola na tarde desta terça-feira. Centenas de pessoas acompanharam por um telão instalado em frente à prefeitura a sessão solene de posse dos 17 vereadores eleitos em outubro passado além da passagem de cargo para o novo prefeito e vice.

Na condição de vereador com maior numero de votos de Alvorada, Cristiano Schumaccher presidiu a sessão solene que contou com a presença dos deputados estaduais Miki Breier (PSB), Stella Farias (PT),  Raul Pont (PT) além do titular da Secretaria de Segurança Pública, Airton Michels e do secretário-executivo do Conselho de Desenvolvimento Econômico e Social (CDES), Marcelo Daneris.

Serginho afirmou que quer que população se torne parte integrante da política da cidade | Foto: Divulgação / OA
Serginho afirmou que quer que população se torne parte integrante da política da cidade | Foto: Divulgação / OA

Um a um os 17 vereadores eleitos proferiram o juramento e tiveram três minutos para expressar agradecimentos às militâncias dos partidos e familias que lotavam o plenário da Câmara. Alguns visivelmente emocionados como os estreantes na câmara Leandro Tur (PT), Juliano Marinho (PT), Jackson do Hospital (PT) e Reginaldo Rocha (PSB) agradeceram o voto de confiança da população alvoradense.

Durante seu discurso a deputada estadual e ex-prefeita de Alvorada Stella Farias agradeceu a militância e o apoio que a população de Alvorada mostrou ao governo do PT e destacou a importância de campanhas limpas, baratas e que se preocupam com as necessidades da população.

No momento da entrega do cargo o ex-prefeito Carlos Brum (PTB) destacou as mudanças que a cidade passou em seus dois mandatos e declarou que em termos de infra-estrutura e auto-estima da população Alvorada cresceu muito. Serginho, por sua vez, completou dizendo que mesmo com a evolução dos últimos anos Alvorada tem que continuar evoluindo para se sintonizar com o cenário positivo apresentados pelo Estado e pelo país. Segundo ele o momento é propício para que a população retome o protagoismo da administração e se torne, cada vez mais, parte integrante da política da cidade.

Fonte: Amanda Fernandes / O Alvoradense