Futebol & sexo ou Sexo & Futebol?

O amor é lindo e, quando feito com futebol, melhor coisa não existe.
Não existe?

O sexo é lindo e, quando feito com amor, melhor coisa não existe.
Não existe?

Sexo e futebol são duas paixões nacionais. Duas práticas das mais saudáveis e, principalmente, adoráveis de fazer.
O momento do gol no futebol misturado com a paixão é como se chegar ao orgasmo. E quando se pede música no fantástico?
É como se chegasse ao famoso orgasmo múltiplo.
E o sexo? O sexo misturado com a paixão é adorável. O orgasmo então é como se você marcasse um gol, às vezes até de placa e, dependendo do parceiro(a), é como se tivéssemos marcado este em um estádio como o Maracanã.

O palco do espetáculo é algo interessante, pois o futebol iniciamos nos campinhos de bairro, nos terrenos baldios e até no meio da rua.
Falando em rua, o sexo nos remete a essas aventuras maravilhosas. Jogar futebol no Maracanã é fazer sexo em uma cama redonda com rosas vermelhas à luz de velas, no entanto jogar futebol no campinho do bairro é também como fazer sexo no carro, no elevador, no chão…

Não importa o local, importa mesmo é o prazer!
Desculpem os meus leitores, mas os trocadilhos são inevitáveis.

Por óbvio sexo e futebol têm diferenças e divergências, não é?
Tem gente que diz que futebol é tão gostoso e tão bom a saúde que não importa se tem que pagar, o que interessa é jogar.
Já no sexo, bom ….
No sexo eu nunca paguei para saber se é gostoso ou não (risos).

Luis Fernando Veríssimo já dizia em seu trocadilho famoso:
“Também dizem que uma das diferenças entre o futebol e o sexo é a diferença entre a camiseta e a camisinha. Mas a camisinha, como a camiseta, também não distingue, ela tanto pode vestir um craque como um medíocre.”
Mas as avaliações e as misturas entre sexo e futebol na sua maioria são favoráveis.

Na levada do trocadilho, lembro de um amigo que dizia pra mim:
“Hoje não posso, fazendo uns gols em casa”….
Aí dele que não fizesse esses gols na sua residência, seu contrato com a CBF seria encerrado, né?
Aliás, ainda bem que a CBF não é órgão regulador do sexo.

Imagina você debatendo e negociando sexo com José Maria Marins? João Havelange? Ricardo Teixeira?
Ops, acabou de sumir minha carteira!

O sexo é também assunto pertinente entre direções e comissões técnicas em clubes de futebol.
As fugas de concentrações são históricas. Romário, por exemplo, era expert.
O que você acha sobre essas fugas? Será mesmo que diminui o potencial do atleta em campo?

Eu só sei de uma coisa: não atrasando o início da partida, por mim tá liberado!(RsRsRs)
Viva ao sexo! Viva ao futebol!

Finalizo afirmando que sexo é gostoso, futebol é apaixonante e a certeza fica:
Futebol com Sexo é um verdadeiro golaço de orgasmos.