O Sindicato dos Servidores Públicos Municipais de Alvorada (Sima) decidiu adiar a nova paralisação dos servidores, marcada para esta terça-feira. Em nota a direção afirmou entender que “no lugar de uma nova paralisação, é importante, em primeiro lugar, a realização de uma Assembleia Geral para definir os próximos passos da categoria em defesa de seus direitos e reivindicações”.

A assembleia foi marcada para o dia 11 de abril, às 17h, no Ginásio Municipal Tancredo Neves.

Ainda segundo o texto “a indignação de todos (os servidores) ainda persiste e a espera de uma posição imediata do Governo em relação à pauta de reivindicações dos servidores também”.

Confira a nota na íntegra:

SERVIDORES E SERVIDORAS

GOSTARÍAMOS DE PARABENIZAR A TODOS OS MUNICIPÁRIOS QUE PARTICIPARAM DA PARALISAÇÃO HISTÓRICA REALIZADA NO ÚLTIMO DIA 15 DE MARÇO DE 2013. MAIS DE 1400 SERVIDORES E SERVIDORAS CIRCULARAM ENTRE AS 8H E ÀS 20H NO LARGO DA PREFEITURA, DEMONSTRANDO SUA INDIGNAÇÃO E INSATISFAÇÃO COM O GOVERNO MUNICIPAL E CONSTITUINDO UM SALDO MUITO POSITIVO EM TORNO DA PARALISAÇÃO: 24 ESCOLAS MUNICIPAIS PARALISARAM TOTALMENTE SUAS ATIVIDADES EM TODOS OS TURNOS DE FUNCIONAMENTO E UMA PARALISOU PARCIALMENTE NO TURNO DA MANHÃ E TOTALMENTE NO TURNO DA TARDE – DAS 27 EMEFS. A MAIORIA ABSOLUTA DOS SERVIDORES DO PARQUE RODOVIÁRIO, DA CAPATAZIA DO 11 DE ABRIL E DA SAMARITANA TAMBÉM SE FIZERAM PRESENTES NESTE ATO; SERVIDORES DAS DEMAIS SECRETÁRIAS E SETORES TAMBÉM ADERIRAM À PARALISAÇÃO: DA SAÚDE, QUE TEVE UMA REPRESENTAÇÃO SIGNIFICATIVA DE FUNCIONÁRIOS DO PAM 8, CAPS E UBSS, DA EDUCAÇÃO, DA STASC, DA GUARDA MUNICIPAL E SECRETARIA DE MOBILIDADE E SEGURANÇA, DA SEDE DA PREFEITURA. ENFIM, CENTENAS DE MUNICIPÁRIOS QUE VENCERAM O MEDO, AS AMEAÇAS E AS PERSEGUIÇÕES DEMONSTRARAM SEU DESCONTENTAMENTO E INDIGNAÇÃO COM A FALTA DE PROPOSTAS CLARAS E OBJETIVAS DO GOVERNO MUNICIPAL PARA OS SERVIDORES.

O ÚNICO PONTO NEGATIVO DENTRO DESTE CONTEXTO FICOU POR CONTA DO PREFEITO MUNICIPAL, QUE PREFERIU IGNORAR COMPLETAMENTE OS MUNICIPÁRIOS, PERFAZENDO UMA SITUAÇÃO JAMAIS VISTA EM ALVORADA. PELA PRIMEIRA VEZ NA HISTÓRIA ALVORADENSE O CHEFE DO EXECUTIVO DEU AS COSTAS PARA TODOS OS SERVIDORES E SERVIDORAS QUE FAZIAM SUAS REIVINDICAÇÕES DE MANEIRA PACÍFICA, LEGÍTIMA E ORGANIZADA EM FRENTE DA PREFEITURA.

A INDIGNAÇÃO DE TODOS AINDA PERSISTE E A ESPERA DE UMA POSIÇÃO IMEDIATA DO GOVERNO EM RELAÇÃO À PAUTA DE REIVINDICAÇÕES DOS SERVIDORES TAMBÉM.

TENDO EM VISTA QUE A POSIÇÃO DOS SERVIDORES FOI MANIFESTADA E MUITO BEM REGISTRADA, NO ÚLTIMO DIA 15/03, E QUE TODOS AGUARDAM UMA RESPOSTA DO PREFEITO SÉRGIO, CUJO GOVERNO ESTÁ PRÓXIMO DE COMPLETAR CEM DIAS SEM POLÍTICAS DE VALORIZAÇÃO DOS SERVIDORES, CONSTITUI-SE UM SENTIMENTO DE QUE OS SERVIDORES PRECISARÃO ORGANIZAR UMA MANIFESTAÇÃO AINDA MAIS FORTE E DEFINITIVA, CASO PERSISTA A OMISSÃO DA ADMINISTRAÇÃO COM RELAÇÃO ÀS REIVINDICAÇÕES DOS MUNICIPÁRIOS.

PORTANTO, O SINDICATO DOS SERVIDORES MUNICIPAIS DE ALVORADA – SIMA, EM CONSONÂNCIA COM A POSIÇÃO DA MAIORIA DOS SERVIDORES, ENTENDE QUE NO LUGAR DE UMA NOVA PARALISAÇÃO, É IMPORTANTE, EM PRIMEIRO LUGAR, A REALIZAÇÃO DE UMA ASSEMBLEIA GERAL PARA DEFINIR OS PRÓXIMOS PASSOS DA CATEGORIA EM DEFESA DE SEUS DIREITOS E REIVINDICAÇÕES, DE MANEIRA AINDA MAIS ORGANIZADA E FORTE, CASO PERSISTA A POSIÇÃO DO ATUAL GOVERNO DE AVANÇAR CONTRA OS MUNICIPÁRIOS AO INVÉS DE AVANÇAR NA PAUTA DE VALORIZAÇÃO.

SIMA

Fonte: O Alvoradense