Assim como a Castro Alves, maioria das escolas estaduais de Alvorada estão funcionando normalmente | Foto Jonathas Costa
Como a Castro Alves, maioria das escolas estaduais de Alvorada está funcionando normalmente | Foto Jonathas Costa

O Dia de Paralisação Nacional, que acontece nesta quarta-feira (15), afeta somente duas escolas estaduais em Alvorada. A categoria é uma das mais atingidas em outras cidades pelo país, incluindo Porto Alegre.

A escola Stella Maris, na zona Sul da cidade, não terá aulas nesta quarta-feira (15). Segundo a direção, cerca de 80% dos professores da instituição informaram que não irão lecionar, e estão fazendo parte da paralisação contra o Projeto de Lei 4330, que regulamenta a terceirização.

A escola dispensou todos os alunos, mas está aberta, com membros da administração trabalhando normalmente.

• Audiência pública debate nesta quarta segurança nas escolas

Já a Nossa Senhora Aparecida, também na zona Sul, conta com metade do seu corpo docente, o que levou a dispensa de turmas.

Roseta Martin da Silva, diretora da escola, afirma que não é um grande problema, pois a quantidade de aulas obrigatórias por ano seguirá sendo cumprida – há dois dias letivos de margem previstos. “Não tem como segurar os alunos nas escolas se não tem professor suficiente para atendê-los”, pondera Roseta.

Bancos também seguem sem paralisação | Foto Jonathas Costa
Bancos também seguem sem paralisação | Foto Jonathas Costa / OA

O ato de paralisação dos trabalhadores deve atingir Alvorada em nível mínimo. O transporte coletivo da cidade está funcionando normalmente, assim como os bancos e unidades de saúde. Até o momento no Rio Grande do Sul, Porto Alegre é a cidade com maiores transtornos, com a Carris, de ônibus, e a Trensurb, de metrô, inoperantes.

Fonte: O Alvoradense