Ministro-revisor no julgamento dos embargos de declaração apresentados pelas defesas dos réus condenados quer redução da multa de Marcos Valério | Foto: Carlos Humberto/SCO/STF/OA
Questão é estudada pelo presidente do STF, o ministro Levandowski | Foto: Carlos Humberto/SCO/STF/ArquivoOA

O Supremo Tribunal Federal (STF) estuda a possibilidade de intervir no parcelamento dos salários dos servidores gaúchos. Ministros iniciaram nesta segunda-feira (3) a análise que seria contrária à decisão do Governo do Estado. Quem lidera a questão é o presidente do STF, Ricardo Levandowski.

O julgamento do caso foi suspenso. O ministro Teori Zavascki afirmou que precisa de mais tempo para análise do caso. Entretanto, ele disse que deve votar contra o parcelamento dos salários. Edson Fachin e Marco Aurélio Mello anteciparam o voto e acompanharam o presidente do STF.

• ASSINE: Receba a edição impressa do jornal O Alvoradense em casa
• SERVIDORES: Ceee e Corsan podem ficar proibidas de cobrar taxas de atraso

A Justiça gaúcha entrou com uma liminar em favor do pagamento integral. A ação deve ser analisada ainda nesta semana. Por enquanto, o caso segue indefinido.

Fonte: O Alvoradense