Foto: Wilson Dias/ Agência Brasil / Divulgação / OA

Em relação a setembro, a variação foi pequena, de apenas 0,4 pontos percentuais. Em outubro de 2012, Porto Alegre apresentou 3,9% de desempregados. Outras cinco regiões metropolitanas do País foram pesquisadas. Salvador tem o maior índice, com 9,1%. Em seguida aparecem Recife (6,1%), São Paulo (5,6%) e Belo Horizonte e Rio de Janeiro empatadas com (4,1%).

Taxa de desemprego nacional é de 5,2%
A taxa de desemprego no País para outubro registrou 5,2% na pesquisa divulgada pelo IBGE nesta quinta-feira em seis regiões metropolitanas e não apresentou variação significativa em relação a setembro, que foi de 5,4%. A população desocupada (1,3 milhão de pessoas) também ficou estável em ambas as comparações. A população ocupada (23,3 milhões de pessoas), igualmente, mostrou estabilidade em ambas as comparações.

O número de trabalhadores com carteira assinada no setor privado (11,9 milhões) não se modificou frente a setembro e aumentou 3,6% em relação a outubro de 2012. O rendimento médio real habitual dos trabalhadores (R$ 1.917,30) foi considerado estatisticamente estável frente a setembro (R$ 1.919,82) e subiu 1,8% em relação a outubro de 2012 (R$ 1.883,45).

A massa de rendimento médio real habitual dos ocupados foi estimada em R$ 45,1 bilhões em outubro de 2013, ficando estável em relação a setembro último e subindo 1,4% em relação a outubro do ano passado. Já a massa de rendimento médio real efetivo dos ocupados (R$ 45,0 bilhões em setembro último) cresceu 0,5% frente a agosto de 2013 (R$ 44,8 bilhões) e subiu 1,2% comparada a setembro de 2012 (R$ 44,5 bilhões).

Fonte: Correio do Povo