Tribunal de Contas da União rejeitou de forma unânime as contas de 2014 | Foto: Lula Marques/ Agência PT / OA

O Tribunal de Contas da União (TCU) recomendou a rejeição das contas do governo de 2014. A decisão é uma derrota para atual gestão, já que pode abrir possibilidade de impeachment da presidente Dilma Rousseff. O tribunal entendeu que houve “pedaladas fiscais”.

Cabe ao Congresso Nacional votar se aceita ou não a recomendação do TCU. As irregularidades apontadas chegam a R$ 106 bilhões. Destes, R$ 40 bilhões seriam referentes às chamadas “pedaladas fiscais”. A gestão teria melhorado artificialmente os resultados de 2014, segundo o Tribunal de Contas.

O TCU faz apenas uma recomendação ao Senado e a Câmara. São os parlamentares que decidem o que acontece agora. Quanto se a rejeição das contas pode levar ao impeachment, a questão divide a opinião de juristas. Não é certo de que a decisão desfavorável ao governo seja motivo suficiente para tirar Dilma Rousseff da presidência da República.

Fonte: O Alvoradense