Os grupos se reuniram no gramado em frente ao Congresso Nacional e o público chegou a 30 mil pessoas | Foto: Mídia Ninja/OA
Os grupos se reuniram no gramado em frente ao Congresso Nacional e o público chegou a 30 mil pessoas | Foto: Mídia Ninja/OA

Depois de acompanhar boa parte dos protestos do dia no Palácio do Planalto, a presidente Dilma Rousseff (PT) decidiu convocar uma reunião de emergência para as 9h30 de amanhã com seus principais ministros para discutir os efeitos das manifestações por todo o Brasil.

Na reunião, Dilma irá avaliar relatos da extensão dos atos nas cidades brasileiras. A partir daí será decidida uma conduta de governo, como por exemplo medidas ao alcance do Ministério da Justiça ou até um pronunciamento oficial da presidente.

Até aqui, Dilma só fez uma referência pública aos protestos, na terça-feira, durante o lançamento da proposta do Código de Mineração. Nela, a presidente apoiava as manifestações de cunho pacífico.

Na hora em que Dilma deixava o Planalto, o Itamaraty era atacado pelos manifestantes. O palácio presidencial estava protegido fortemente por policiais e militares.

Fonte: O Alvoradense / Com informações da Folha de São Paulo