UPAs têm capacidade para atender casos que exijam atenção médica intermediária | Foto: Portal Brasil / OA

As Unidades de Pronto Atendimento (UPAs), modelo que será construído em Alvorada, funcionam 24 horas por dia, sete dias por semana.

As unidades podem resolver grande parte das urgências e emergências, como pressão e febre alta, fraturas, cortes, infarto e derrame.

Elas inovam ao oferecer estrutura simplificada – com Raio X, eletrocardiografia, pediatria, laboratório de exames e leitos de observação.

Segundo o Ministério da Saúde, nas localidades que contam com as UPAs, 97% dos casos são solucionados na própria unidade. Quando o paciente chega às unidades, os médicos prestam socorro, controlam o problema e detalham o diagnóstico. Eles analisam se é necessário encaminhar o paciente a um hospital ou mantê-lo em observação por 24h.

Para a construção da unidade em Alvorada, foram destinados ao município recursos oriundos do PAC 2. O custo total da obra será de R$ 2,5 milhões. No dia 5 de junho do ano passado, foi publicada uma portaria que estabeleceu o valor para a construção. Neste mesmo mês, o Fundo Nacional da Saúde fez o deposito da primeira parcela, no valor de R$ 200 mil.

A construção de UPAs no país é regida por normas e padrões determinados pelo Governo Federal. Confira a abaixo o modelo padrão:

upa_alvorada_rs_modelo_governo_federal

Fonte: O Alvoradense