As escolas Alice de Carvalho, Hilário Feijó, Alfredo José Justo, Podalírio Inácio de Barcellos, Gentil Machado de Godoy, Monteiro Lobato e Elisardo Duarte Neto, começaram a ter espaços com equipamentos adequados para a participação de alunos com deficiência intelectual e auditiva, que tem como principal objetivo fortalecer a inclusão social.

As salas podem comportar até 100 alunos. As aulas contam com o assessoramento de nove professores de educação especial, nomeados pela prefeitura.

Fonte: O Alvoradense