Tocha deve passar pela redenção | Foto: Leonardo Rui / Rio 2016 / OA

A tocha olímpica, que desde o domingo está em solo gaúcho, chega a Porto Alegre nesta quinta-feira (7), em um dia que deve ser marcado por bloqueios no trânsito e protestos.

Um evento no facebook convida as pessoas para apagarem a chama. Batizado de “Boicote a Tocha Olímpica – Porto Alegre”, até a noite desta quarta a página possuía mais de 4,2 mil interessados e quase 2 mil confirmações de presença.

O tenente-coronel Mário Ikeda, comandante do Comando de Policiamento da Capital, advertiu, contudo, que quem tentar apagar a tocha será preso e responderá pelo crime contra o patrimônio público.

“O direito à manifestação é livre. Porém, essa manifestação não poderá causar danos ao evento”, alertou Ikeda. Segundo ele, a BM estará com guarnições em diversos locais da cidade, mas não revelou o número de policiais envolvidos na operação.

Em outras cidades, houve tentativa de apagar a chama. Em Maracaju, no Mato Grosso do Sul, um homem chegou a ser preso depois que jogou um balde de água na comitiva que levava a tocha. Ele pagou fiança de R$ 1 mil para ser liberado.

A tocha será conduzida por 77 pessoas ao longo de 15 quilômetros de Porto Alegre nesta quinta-feira, entre o Parcão e Largo Glênio Peres, o que deve gerar bloqueios momentâneos no trânsito na região central da cidade.

Fonte: O Alvoradense / Com informações do Correio do Povo