Desde o final do ano passado a situação financeira de Alvorada vem sendo tratada como um assunto delicado. Ao assumir a prefeitura no dia 1º, Serginho tinha consciência de que os primeiros dias de seu governo seriam duramente prejudicados pelo cenário das finanças municipais.

No entanto, apesar de deixarem claro que a situação é grave, nenhum membro do governo havia confirmado até o memento os números tidos como “alarmantes” dos cofres públicos de Alvorada.

A situação, entretanto, deve mudar nos próximos dias. A prefeitura confirmou nesta sexta-feira que técnicos da Secretaria da Fazenda estão preparando um balanço completo das contas municipais. O parecer, que vai abranger os quatro últimos anos, ou seja, a gestão de Carlos Brum (PTB), será divulgado pelo próprio prefeito até o fim do mês.

O governo define a auditoria como um dos eixos estratégicos do que chamou de Plano de Ações Imediatas “Arrumando a Casa”.

Segundo o Secretário da Fazenda, Antonio Begnini, a equipe da contadoria da prefeitura deve concluir o trabalho na segunda quinzena de janeiro. “Sabemos de antemão, pelos dados preliminares, que a situação financeira do município é grave, mas só teremos uma posição definitiva com o encerramento do exercício cujo resultado deverá ser anunciado publicamente pelo prefeito”, explica Begnini.

Impacto nos serviços públicos

A situação das finanças públicas tem impactado nos serviços da prefeitura. Apesar de ser um dos pontos mais criticado, a crise na coleta de lixo não é o único entrave nestes primeiros dias de governo.

Vários prédios públicos tiveram os telefones cortados e o contrato de internet suspensos, além de dezenas de contratos e licitações interrompidos por falta de pagamento.

A prefeitura afirma que está se esforçando para manter os serviços em funcionamento, mas reconhece que alguns casos são delicados. “Temos recebido a orientação do prefeito para retomar aos poucos os demais serviços essenciais à população”, conclui Begnini.

Além da auditoria, a Secretaria da Fazenda afirma ter como prioridade melhorar o acolhimento dos contribuintes em suas instalações, que tem aumento de fluxo em virtude do pagamento do IPTU nesta época do ano. O imposto pode ser pago com até 30% de desconto, com prazo até o dia 15 de fevereiro.

“Além do IPTU continuamos negociando com Leis próprias do município dívidas dos contribuintes das mais diversas”, informa o secretário salientando que esses recursos são fundamentais para a manutenção dos serviços essenciais à população.

A Secretaria da fazenda está agilizando a entrega dos carnês do IPTU aos contribuintes, que deve encerrar no dia 10 de fevereiro, tempo hábil para que os descontos máximos sejam aproveitados.

Fonte: O Alvoradense