A Corsan teve estações de bombeamento alagadas durante as chuvas | Foto: Divulgação / Corsan / OA
A Corsan teve estações de bombeamento alagadas durante as chuvas | Foto: Divulgação / Corsan / OA

O Procon notificou a Corsan quanto a falta de abastecimento de água em Alvorada. A Companhia terá de repassar todas as informações necessárias sobre a situação que afeta todos os bairros da cidade. Além disso, outros nove estabelecimentos foram notificados por aumentar o preço das garrafas de água.

A Corsan começou o processo de drenar as estações de bombeamento e trocar os motores por novos. A cidade está sem água desde segunda-feira (20). No encontro com o Procon a empresa definiu algumas questões provisórias para a população não ficar completamente necessitada. Uma das alternativas usadas é os caminhões pipa.

• ASSINE: Receba a edição impressa do jornal O Alvoradense em casa

O Procon também atuou nos mercados da cidade. Após aumento em mais de 80% da procura por água potável, alguns estabelecimentos aumentaram o preço do produto nas prateleiras. O órgão constatou que o preço médio de um galão de 20 litros deve ser vendido por R$ 25, enquanto o reabastecimento de água custa em torno de R$ 10.

Fonte: O Alvoradense