Atos bloqueiam rodovias contra o impeachment da presidente Dilma | Foto: PRF RS / Divulgação / OA

Desde a madrugada desta terça-feira (10), véspera da votação da admissibilidade do processo de impeachment da presidente Dilma Rousseff no Senado Federal, várias rodovias no Rio Grande do Sul foram bloqueadas.

As interrupções se iniciaram na BR 158, em Cruz Alta; a BR 290, em Eldorado do Sul; a BR 116, em Caxias do Sul e Sapucaia do Sul; a BR 386, em Nova Santa Rita e Carazinho; e a ERS 040, em Viamão.

Pouco depois das 8h, os manifestantes decidiram liberar os trechos da BR 116 em Caxias do Sul e em Sapucaia do Sul, onde o congestionamento chegou a sete quilômetros.

Por volta das 9h30min os bloqueios ocorriam na BR 153, em Marcelino Ramos, BR 392, em Rio Grande e BR 285, em Santo Antônio das Missões, além da continuidade dos dois atos na BR 386. Também há mobilizações em Santa Maria e Pelotas.

Segundo Polícia Rodoviária Federal, os grupos queimaram pneus e interrompendo a passagem de veículos. Somente veículos da área da saúde eram liberados nas primeiras horas da manhã.

Para os organizadores, os atos denunciam o que movimentos sociais chamam de “golpe institucional, midiático e jurídico” em curso contra a democracia brasileira. As manifestações teriam a intenção de demonstrar os “prejuízos da retirada dos direitos conquistados pela classe trabalhadora”.

Os atos também ocorrem em outros 12 estados e no Distrito Federal.

Fonte: O Alvoradense