Faixa na BR 293 em Capão do Leão: "Sartori, sem salário não trabalho, a Brigada vai parar, salário em 1° lugar" | Foto: Divulgação
Faixa na BR 293 em Capão do Leão: “Sartori, sem salário não trabalho, a Brigada vai parar, salário em 1° lugar” | Foto: Divulgação

A nota do Governo do Estado sobre o pagamento do funcionalismo gerou revolta dos servidores públicos. O governador José Ivo Sartori (PMDB) irá anunciar como serão pagos os salários do mês de julho somente na manhã desta sexta-feira (31). A declaração gera incerteza sobre como o Governo irá proceder com relação aos seus funcionários.

Os líderes sindicais marcaram uma reunião de emergência nesta quarta-feira (29), às 16h, na sede do Centro dos Professores do Rio Grande do Sul (Cpers). Funcionários públicos de diferentes áreas já mostraram descontentamento com a situação. Pautas comuns as categorias serão debatidas em conjunto.

• ASSINE: Receba a edição impressa do jornal O Alvoradense em casa

O Governo não fará novos pronunciamentos até sexta-feira. Nenhum dos representantes aceitou dar entrevistas para imprensa em geral. Os salários possivelmente serão parcelados, e há possibilidade de ter alguns cortes por falta de dinheiro.

Servidores públicos de diferentes categorias estudam entrar em greve. Se for confirmada, a paralisação seria geral.

• CHUVA: Site especial reúne cobertura completa dos alagamentos em Alvorada

Fonte: O Alvoradense