UTI neonatal no Hospital de Alvorada está superlotada | Foto: Jonathas Costa / OA

A maternidade do Hospital de Alvorada está fechada devido a superlotação da UTI neonatal. Segundo a coordenadora da direção técnica da instituição, Simone Gutierez, o local atende neste momento 17 crianças em um espaço preparado para receber 16. “Infelizmente não há o que fazer, porque não podemos colocar as mães e os bebês em risco”, explica. Com a UTI superlotada e sem ter como oferecer atendimento de emergência caso seja necessário, os partos ficam suspensos para evitar complicações.

As gestantes estão sendo orientadas a procurem outros hospitais da Região Metropolitana. É o que aconteceu hoje com Marlone Pla Charão, de 27 anos e grávida de quase nove meses.  Após procurar a emergência do hospital, Marlone, que possui uma gravidez de risco, foi informada de que o atendimento só poderia ser realizado no Conceição, em Porto Alegre. “Não tenho como ir até lá. Passei a noite com dor e preciso que um médico avalie a minha situação para saber se está na hora ou não”, reclama Marlone.

O mesmo aconteceu com Priscila Falcão da Silva, também grávida de nove meses. Ela fez todo o pré-natal na instituição e agora foi orientada a procurar o Fêmina, na Capital. “Quando chegar lá eles vão me mandar de volta para Alvorada porque não tive nenhum acompanhamento naquele hospital”, prevê.

O Hospital de Alvorada não sabe informar até quando o atendimento permanecerá suspenso. “Infelizmente todos nossos bebês que estão na UTI hoje não têm previsão de alta”, revela Simone.

 

Fonte: O Alvoradense