Lula está impedido de exercer o cargo de ministro-chefe da Casa Civil | Foto: Paulo Pinto/Fotos Públicas/OA

A Advocacia-Geral da União (AGU) protocolou no Supremo Tribunal Federal (STF) manifestações para que seja concedida uma medida cautelar que suspenda os processos que visam barrar a nomeação de Lula na Casa Civil. No documento, enviado ao ministro Teori Zavaski, a AGU fala pela presidenta Dilma Rousseff.

A posse do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva como ministro-chefe da Casa Civil foi novamente suspensa na última sexta-feira (18). A ação foi feita pelo ministro Gilmar Mendes. Ele alega que Lula está tentando fugir do juiz federal Sérgio Moro na investigação da operação Lava Jato.

A expectativa do Governo é de que Lula possa assumir o cargo de ministro-chefe. A AGU realizou o protocolo eletrônico neste domingo (20). A decisão de aceitar ou não será do ministro Teori Zavaski, que também é o relator de duas ações da oposição para barrar a nomeação do ex-presidente.

Fonte: O Alvoradense