Brigada Militar negociou liberação da via com moradores | Foto: Jonathas Costa / OA

Cerca de 200 moradores da ocupação Marcos Klassmann, na zona Norte de Porto Alegre, fecharam por mais de uma hora todas as pistas da avenida Baltazar de Oliveira Garcia, próximo ao limite com Alvorada. O grupo é contrario a uma ordem de desocupação emitida pela Justiça para ser cumprida pela Brigada Militar até o dia 29 de agosto.

Com cartazes e faixas, eles também contestavam a matéria veiculada no jornal Diário Gaúcho desta quarta, que teria associado o tráfico de drogas com as ocupações do local. Há dois anos na área, eles negam as informações e garantem que um acordo estava sendo firmado entre eles e o proprietário do terreno para a aquisição legal das terras.

A Brigada Militar e a EPTC acompanharam o ato. Apesar de discussões entre os moradores e passageiros dos ônibus que ficaram presos no engarrafamento, não houve tumulto.

Os ônibus da Soul foram desviados por dentro do bairro Leopoldina. Por volta das 15h30min a via foi liberada e o grupo passou a marchar pela rua Antônio Severino, local que servia como desvio para o bloqueio da Baltasar. Houve nova formação de congestionamento e pequenos focos de discussão entre os moradores e motoristas.

Pouco depois das 16h o grupo havia liberado todos os acessos. Eles não descartam nova mobilização, inclusive com bloquei da avenida Manuel Elias.

Ônibus das Soul foram desviados pelo bairro Leopoldina | Foto: Jonathas Costa / OA
Ônibus das Soul foram desviados pelo bairro Leopoldina | Foto: Jonathas Costa / OA

Fonte: O Alvoradense