Paulo Goulart tratava um câncer na região dos pulmões desde 2002 | Foto: Divulgação
Paulo Goulart tratava um câncer na região dos pulmões desde 2022 | Foto: Divulgação

O ator Paulo Goulart morreu em São Paulo, nesta quinta-feira (13), aos 81 anos. Entre agosto e outubro de 2012, ele ficou internado devido a um câncer na região entre os pulmões. A família ainda não autorizou o hospital a divulgar a causa da morte.

Ao longo de sua carreira, iniciada quando ainda era adolescente, Goulart destacou-se por seus trabalhos em novelas como “Plumas e paetês” (1980), “Roda de fogo” (1986) e “O dono do mundo” (1991). Ele também participou de filmes como “Rio zona norte” (1957), “O grande momento” (1958), “Gabriela, cravo e canela” (1983) e “Para viver um grande amor” (1983).

Paulo Goulart nasceu em Ribeirão Preto (SP) em 9 de janeiro de 1933 – seu nome de batismo é Paulo Afonso Miessa; o Goulart ele tomou emprestado de um tio, o radialista Airton Goulart.

Casado com a atriz Nicette Bruno desde 1952, Paulo era considerado um dos maiores atores nacionais e os dois formavam um dos casais mais queridos dentro e fora da televisão. Ele deixa além da esposa, os filhos Beth Goulart, Bárbara Bruno e Paulo Goulart Filho.

Na TV Globo, fez diversas de novelas, como “Plumas e Paetês” (1980), “Roda de Fogo” (1986), “O Dono do Mundo” (1991), “Mulheres de Areia” (1993), “Esperança” (2002), “América” (2005), “Duas Caras” (2007), “Ti-ti-ti” (2010) e “Morde & Assopra” (2011).

Seu último trabalho na TV foi a minissérie Louco por Elas (2012) e a última atuação no cinema foi em 2012, no “O Tempo e o Vento”, do diretor Jayme Monjardim.

Sua última atuação nas telas foi no filme O Tempo e o Vento | Foto: Dowtown Filmes/Divulgação/OA
Sua última atuação nas telas foi no filme O Tempo e o Vento | Foto: Dowtown Filmes/Divulgação/OA

Fonte: O Alvoradense / Com informações do Correio do Povo e G1